3 Lições a Retirar da Pandemia

3 Lições a Retirar da Pandemia

3 Lições a Retirar da Pandemia 1920 1280 Ser Livre

Todas as crises podem ser vistas como oportunidades e esta que vivemos não é diferente.

Durante o período de quarentena, a maioria de nós teve mais tempo para reflectir sobre vários aspectos da nossa vida e sociedade. Durante este período, o Ser Livre teve um crescimento de 60% e, fizemos um exercício com as pessoas que nos procuravam, para perceber melhor como estavam a passar esta situação e o motivo de nos procurarem, nesta fase.

Deste exercício, retirámos os 3 pontos mais vezes referidos pelos profissionais e empresários que nos contactavam.

1 – Nunca depender de apenas uma fonte de rendimento.

Todas as pessoas que nos procuraram nesta fase, fossem empregados ou empresários, tinham algo em comum. Tinham apenas uma fonte de rendimentos e com a pandemia, viram essa fonte de rendimentos, reduzida ou até eliminada.

No Ser Livre ajudamos jovens profissionais a construírem uma 2ª fonte de rendimentos, através de uma inovadora plataforma online, de consumo consciente e sustentável.

2 – Ter uma empresa online é menos arriscado, que uma com porta aberta.

Um dos factores que motivou o aumento da procura pelos serviços do Ser Livre, deveu-se ao facto de proporcionámos a oportunidade de criar uma empresa online, com custos anuais de manutenção extremamente baixos.

Muitas pessoas que nos contactam ainda têm como visão de sucesso, uma loja física, o que é um desejo legítimo mas que acarreta, uma série de custos mensais e anuais, que não são comportáveis na maioria dos casos, para se ter um negócio lucrativo. Além disso, como a pandemia demonstrou, muitos dos negócios que não tinham e-commerce, estiveram encerrados neste período, o que levou a sua facturação para zero. Mas as rendas e despesas mensais tiveram que continuar a ser pagas.

Enquanto muitos empresários com negócios de porta aberta desesperavam, outros exclusivamente ou maioritariamente online, viam as suas vendas aumentarem.

3 – Produtos essenciais podem não ser tão sexys como os de alta tecnologia, mas vendem mais em tempos de crise.

Muitas pessoas procuram a nova mega app, ou a nova tecnologia que vai revolucionar as nossas vidas e está tudo bem, mas em tempos de crise a preocupação é mais sobre como podemos poupar e termos um stock do que é essencial. Durante a quarentena, se houve sector que não foi afectado, foi o da grande distribuição, daí que, não foi surpreendente para os nossos parceiros, um aumento de procura dos nossos serviços, porque todas as parcerias que temos são com marcas eco-friendly nessa área.

EnglishPortugueseSpanish